quarta-feira, 17 de abril de 2013


Juliana soltou.
Juliana soltou as tranças.
Juliana soltou meus braços,
e saltou.
Juliana saltou no mundo,
saltitante.
Juliana saltou das nuvens do céu,
e sentou,
no meu colo sem sal.

Nenhum comentário: